Jhonatan Santos

DIREÇÃO ARTÍSTICA e PEDAGÓGICA / AULAS de VIOLA / PRÁTICA de ORQUESTRA de CORDAS

Iniciou seus estudos de Viola com o Professor Jairo Chaves (Primeiro violista da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina – OSUEL), em 2005, pelo projeto de extensão da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como complementação dos seus estudos intensivos no instrumento, participou de diversos festivais de música, entre estes, foi bolsista do Festival de Inverno de Campos do Jordão (2011), tendo máster class com Pinchas Zukermann e Hartmut Rohde (professor da Universidade de Artes de Berlim). Aos 19 anos, ingressou profissionalmente na Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), na época dirigida pelo pianista e maestro Ricardo Castro, participando durante todo ano de 2008, e de 2012 a 2014 do efetivo da orquestra.

No campo da música popular tocou e gravou com Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Monica de San Galo, Maria Bethânia, Vanessa da Mata, Carlinhos Brown, Elomar, entre outros. De 2013 a 2016 atuou como Chefe de Naipe na Orquestra Juvenil da Bahia, grupo principal do programa NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestra Infantis e Juvenis da Bahia) e atuou como Coordenador Pedagógico da classe de Violas do programa, com coordenação musical de Eduardo Torres e direção artística de Ricardo Castro. Com esta orquestra participou de três turnês internacionais (Europa e Estados Unidos da América), intercâmbios (Venezuela e Londres) e concertos pelo Brasil, dividindo o palco com solistas como Marta Argerich, Midori Goto, Edcson Ruiz, Maxim Vengerov, Leon Spierer e Ricardo Castro.

Na Coordenação de Instrumento participou da evolução pedagógica do NEOJIBA, coordenando os monitores e professores de viola atuantes na rede e a formatação de um método de viola, um compilado de estudos, para o ensino do instrumento desde o início até o nível avançado, método este aplicado em todos os núcleos do programa. Em seu período de atuação, trabalhou com os professores Jairo Chaves e Gabriel Marin, que ministravam bimestralmente aulas em Salvador para os alunos do programa e auxiliavam na elaboração do planejamento de estudos individuais e em grupo.

Hoje Jhonatan atua em Londrina como coordenador e professor da Academia de Prática e Formação Orquestral BRAVI e é músico convidado da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina.